quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Visita ao museu do presépio açoriano

No passado dia 9 de dezembro fomos visitar o Museu do Presépio Açoriano. Este museu situa-se no nosso concelho (Lagoa - São Miguel - Açores), encontra-se em fase de implementação e ainda só abre para exposições esporádicas. Neste caso, visitamos a Exposição particular de Fernando Flor de Lima na qual pudemos observar presépios realizados nos mais diversos materiais. Ficámos encantados com a originalidade patente. Uma delícia para quem aprecia este tipo de arte.

Escamas de peixe
Cerâmica
Cortiça

Inox
Arame
Missangas / vidro
Grutas feitas com cabaças

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Cheira a natal

As prendas estão prontas. As crianças texturizaram papel de cenário de modo a criarem papel de embrulho. Uma técnica muito simples mas que eles adoraram fazer. O laço foi feito com o que restou das estrelas de natal, mais uma vez os rolos de papel higiénico a terem um papel preponderante.

E este é o nosso cantinho do natal. Por alguns dias os meninos vão deixar de ter o espaço da garagem para brincar, mas nem se preocupam muito com isso...

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Estrelas de natal

Os tempo são de crise, mas até em tempo de crise e principalmente nele, se podem fazer coisas bonitas sem grandes custos.
As ofertas que os meninos vão levar para casa, serão estrelas para colocar nas ávores criadas a partir de rolos de papel higiénico. Com umas pinceladas de tinta acrílica ganharam uma cor mais coincidente com a época. Cola quente e brilhantes e estão prontas.



segunda-feira, 28 de novembro de 2011

E a novidade é...

Alguém consegue adivinhar???


Postais de natal - simples, não?


O tempo ou a falta dele

O tempo.
O tempo pergunta ao tempo, se a Alda ainda tem tempo...
Tem algum, mas pouco, acho que é mais desmotivação.
Primeiro foi um ataque de vírus que me fez "encalhar" o miminhos e depois, como já havia passado algum tempo fui-me desapegando... Tenho estado à espera de ter algo de fantástico para vos contar e a ocasião é esta. Vou regressar ao blogue.
Tenho dito.
Obrigada por não terem desistido de visitar

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Ecopontos

Ontem recebemos a visita da Engenheira Cecíla, da Associação de Municípios da Ilha de São Miguel (AMISM) que nos elucidou muito bem acerca dos benefícios da separação do lixo.
Dando continuidade à actividade matinal, de tarde consolidámos saberes com estes cartazes e estes mini-ecopontos em cartolina.




quarta-feira, 18 de maio de 2011

Já que falamos de reciclagem...


Fazemos de conta que o algodão é a terra...


Que o jornal é o lixo com que indevidamente poluímos a terra...


Borrifamos com água para imitar a chuva...


E aguardamos os resultados

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Campeões da reciclagem


A propósito do Dia Mundial do Ambiente, que se realiza a 5 de Junho e na tentativa de incutir desde cedo nas crianças hábitos de reciclagem, começámos hoje com actividades, que se irão estender durante toda a semana, relacionadas com esta temática.
O comportamento que nos foi dado a observar na passada sexta feira durante o piquenique que efectuámos ao Pinhal da Paz (um menino a colocar lixo para o chão) foi o mote para o início da conversa.
Continuámos com uma história da amiga Juca (que as têm para as mais variadas situações) Xico, o campeão da reciclagem e que nos ajudou a elucidar mais acerca do assunto. Tivemos ainda oportunidade de explorar um jogo em power-point, em que os meninos tinham de separar o lixo e colocá-lo no ecoponto correspondente.
No fim do dia, foi altura de pôr em prática os conhecimentos e separar o monte de lixo que levei para a escola, retirado do meu próprio ecoponto caseiro, e colocá-lo, naquele que, de hoje em diante passará a fazer parte da sala dos pintainhos. Formámos equipas e, infelizmente apenas uma saiu vencedora, sem nada fora do seu lugar.
Parabéns aos campeões da reciclagem: Gonçalo, Tiago  André.
Tão vaidosos que eles saíram hoje da escola. E mereceram!

Lengalenga de números


1, 2, 3
encontrei um inglês
3, 4, 5
na orelha usava um brinco
5, 6, 7
trazia um babete
7, 8, 9, 10
tinha chocalhos nos pés
10, 9, 8
ele adorava biscoito
8, 7, 6
e era filho de reis
6, 5, 4,
fazia girar um prato
4, 3, 2, 1
chamava-se Johny Pum!

quarta-feira, 4 de maio de 2011

3 em 1

Perninhas à chinês
video
1,2,3
perninhas à chinês
quem não está sentado
não é bom português
e não sabe falar francês
e fica admirado
quando vê um inglês
1,2,3
não se fala outra vez

Canção do dia
video

Cantemos juntinhos
a canção do dia
hoje é ...
Dia de alegria

Canção da saída
video

Está na hora da saída
vou p'ra fila sem demora
a mamã est'à minha espera
tenho mesmo de ir embora
a nossa escola é o meu segundo lar
beijinhos para todos
amanhã eu vou voltar

sábado, 30 de abril de 2011

Dia da mãe




Este ano aventurei-me no FIMO. Nunca tinha experimentado. Como gosto de fazer tudo bem feito, antes de mais, debrucei-me em vários fóruns existentes na net acerca do assunto. O tempo para a execução não era de sobra, por isso não poderiam haver falhas, pois corríamos o risco de não ter nada para oferecer às nossas mães.
O problema que era comum a quase toda a gente era a cozedura e sinceramente era o que me assustava e o que me fez procurar matéria sobre o assunto em questão. Até que encontrei um comentário de uma pessoa que dizia que o cozia numa panela, como se de batatas se tratasse.
Resolvi experimentar e percebi que esse problema (a cozedura) tinha afinal uma solução simples. Dois minutos em água fervente e nada mais. Apenas verniz próprio para FIMO depois de secas as peças. Fantástico, pensei.
Assim foi, os pintainhos moldaram a pasta e usaram as formas que disponibilizei e o resultado, considero-o muito bonito. A prenda seguiu num saquinho feito com restos de tule que havia aqui por casa.
O postal ficou simples. Usámos um forminhas de bolos e umas bolinhas de papel crepe. O texto no exterior dizia:
A minha mãe é uma flor
e eu sou o botão
criado com muito amor
dentro do seu coração

quarta-feira, 27 de abril de 2011

O que sabemos das nossas mães

Depois da interrupção letiva da Páscoa e do feriado do 25 de abril, resta-nos muito pouco tempo, apenas quatro dias, para trabalhar para a data festiva que se aproxima: o dia da mãe.
Ontem auscultei as crianças àcerca do que é que as suas mães fazem melhor e registei as respostas em papel. Posteriormente criámos um quadro emoldurado com desenhos alusivos ao dia da mãe e por fim com papel de jornal cola branca e tinta em spray. Aproveitámos o facto de as mães virem ontem à sala, por ser dia de entrega das avaliações do 2º período letivo, e proporcionámos-lhes uma surpresa agradável.
Hoje começámos a fazer as ofertas propriamente ditas (mas quanto a isso ainda é cedo) no fim do dia as crianças levaram consigo uma folha onde as mães registarão as respostas a uma série de perguntas que nos fará conhecê-las melhor.

domingo, 17 de abril de 2011

Os malditos SPAMS

Quero desde já avisar os comentadores deste Blog que, a partir de hoje, a moderação de comentários vai ser alterada. A partir de agora passarão a ter de inserir uma série de letras (copia do modelo que vos aparece) para submeter o vosso comentário.
Esta mudança deve-se ao facto de receber inúmeros comentários virulentos, que embora sejam barrados pela moderação que faço dos comentários, são pouco bem vindos.
Agradeço a vossa compreensão.

sábado, 9 de abril de 2011

Linhas

A atividade que hoje apresento, foi inspirada na que vi no blogue da amiga Luz Pequenos passos e surge no seguimento do tema formas geométricas.
Uma vez que todas elas são compostas por linhas, decidimos começar por aí. Uns meninos sabiam o que eram retas, outros o que eram curvas e a conversa nunca mais parou. A atividade principal fez-nos debruçar mais sobre as linhas curvas, mas não descurámos as outras, não senhor. A concretização individual fez-se partindo de pedaços de lã, cola e cartolina.


segunda-feira, 4 de abril de 2011

Eram assim

Ficaram assim


Vão ficar ainda melhores estes pintainhos, quando forem recheados com amêndoas

Dia de passeio

É tão bom sair com um dia de céu azul.

Eu vou viajar

Ia começar esta postagem com a expressão "por vezes", mas decidi começá-la assim:
Muitas vezes sou surpreendida pelos meninos e meninos com quem trabalho. Queixo-me  variadas vezes por considerar que não conseguem estar atentos em diversas situações e que têm períodos curtos de concentração. Pois na sexta-feira passada fiquei boquiaberta quando propus jogarmos o jogo da mala de viagem.
É um jogo que já tentei jogar com outros grupos mas que não tem sido muito bem sucedido. Pois nesse dia todos jogaram sem se enganarem uma única vez o que me deixou estupefacta pois não é um jogo simples. Para quem não conhece aqui fica a descrição e o desafio para o realizarem com os vossos alunos.
Depois agradecia que me contassem como correu.

Sentam-se os jogadores em círculo. O jogo consiste em dizer "eu vou viajar e na minha mala levo....", cada jogador deverá repetir o que os jogadores anteriores disseram e ir acrescentando um novo objeto à mala (podem ser coisas disparatadas que não faz mal, até torna o jogo mais divertido) o objetivo é chegar-se ao primeiro viajante sem ninguém ter esquecido nenhum dos objetos da mala.

sexta-feira, 25 de março de 2011

A história dos retângulos

É tempo de formas geométricas.
Quase todos os dias tenho contado uma história alusiva ao tema, a maior parte das vezes recorrendo às TIC.
Os meninos já andavam há uns dias a reclamar que ainda não tinha contado uma história de retângulos e como acham  piada saber que a  as histórias que lhes levo são formatadas por mim e saber por outro lado  que é a minha voz  que sai do computador, hoje o desafio foi o de serem eles próprios a criar a sua história de retângulos, que surgiu em brainstorming.
De tarde foi tempo das gravações, o que nem sempre é fácil numa sala de Jardim-de-infância, mas até que nem correu mal de todo...
Os desenhos foram feitos por mim com ajuda de alguns dos meninos.
Acham que temos futuro?
video